28 de setembro de 2019

Monte de Saint Michel fica situado no areal entre o mar e o rio Couesnon. Na fronteira entre a Normandia e a Bretanha.

Depois da visita a :Saint Malocontinua-mos a nossa viagem em autocaravana passando por varias localidades que fomos visitando. Alguns quilómetros antes de chegarmos a este maravilhoso local já se avistava o imponente Monte de Saint Michel que mais parece um castelo de contos de fadas. O Monte de Saint Michel é uma pequena ilhota rochosa inicialmente chamada de Monte Tombe por ter sido usado como jazigo dos antigos Celtas. Hoje ligada a terra por uma ponte sob elevada para termos melhor acesso ao Monte, Saint Michel é um vilarejo medieval, onde podemos passear pelas suas ruas estreitas cheia de lojas de souvenirs, restaurantes e pequenos hotéis. Quando chegar ao Monte temos que estar em forma para subir as ruas íngreme e a grande escadaria com 350 degraus para chegar a Abadia. Dos seus miradouros pode ter uma maravilhosa paisagem. O Monte de Saint Michel foi classificado monumento histórico em 1874 e em 1979 património mundial da Unesco. No ano de 709 ao bispo Aubert da cidade de Avranches apareceu o arcanjo São  Miguel que lhe ordenou a construção de uma capela na ilhota. A capela foi erguida e no topo da mesma foi colocado uma imagem do arcanjo São Miguel matando um dragão. 

O mosteiro passou a abrigar religiosos Beneditinos. E posteriormente foram erguidas muralhas e torres fortificadas destinadas a manter afastados os invasores, foi uma prisão durante a revolução Francesa. A visita a Abadia é paga para saber preço e horários clique Aqui na sala dos guardas podemos ver maquetas com as diferentes fases da construção da Abadia a sua igreja é surpreendentemente bela com um altar belíssimo, o claustro é um jardim rodeado de colunas e arcadas góticas, o refeitório dos monges um dos salões mais impressionantes, no salão de hóspedes eram recebidos os nobres e os peregrinos. No interior das muralhas podemos visitar vários Museus como o Museu casa de Tiphaine construído em 1365 pelo  chefe do exercito Francês para sua esposa, Museu do Mar e da Ecologia o Museu histórico podemos ver as prisões, armaduras, e objetos de tortura da idade média a roda de madeira que funcionava com o caminhar dos presos para içar uma plataforma onde eram transportados os alimentos e outros bens essenciais desta forma não era necessário abrirem os portões. 

A igreja de Notre-Dame-Sur-Terre é a mais antiga construção no monte. A pequena igreja de São Pedro do século XV também merece uma visita. As muralhas e as torres como a torre Claudine, torre do Norte ou torre da Liberdade também merecem uma visita mais demorada. Lá do alto a vista é magnifica sobre a baía e podemos ver as obras que estão a decorrer para que as aguas possam voltar a rodear a ilha. O fenómeno natural das marés que sobem rapidamente e baixam a mesma rapidez em dias dias de lua cheia e lua nova os turistas gostam de passear no extenso areal muitas vezes alheios ao perigo que estão expostos.

Não podemos perder o espetáculo dos cozinheiros vestidos de monges batendo os omeletes com varas de arame em tigelas de cobre. Depois desta visita muito cansativa fomos comer uma especialidade da zona carne de ovelha assada e os famosos crepes das duas regiões os crepes de farinha branca e recheio doce são os da Normandia os de trigo e  recheio salgado são da Bretanha. Posto de turismo está aberto das 10 H as 18 H. 

Leve sempre o cartão europeu de saúde que permite ter cuidados de saúde gratuitos nos hospitais públicos dentro da União Europeia. Pode ser tirado diretamente na segurança social ou pela Internet no portal do cidadão :Cartão Europeu de saúde:

Depois da visita ao  Monte de Saint Michel seguimos até :Cemiterio Americano e Point du Hoc: 

               Antigamente o estacionamento era junto ao monte mas quando as mares eram grandes de mais muitos veículos eram levados pela agua. Mas em 2012 foram criados parques mais longe, onde temos um mini bus grátis que  passa de 15 em 15 minutos já incluído .Preço do estacionamento  Coordenadas do estacionamento :Parque em Saint Michel




               
                                  



22 de setembro de 2019

                                                    «Nantes na Bretanha» 

A nossa viagem continuou depois de visitar-mos :BordeauxSeguimos para Nantes e estacionamos no parque grátis aos Domingos até as 9h de Segunda e pago de Segunda a Sábado a 3 minutos do centro da cidade coordenadas: N 47°12’39.2256” W -1°33’38.7612” Morada 22 Quai de la Fosse. 

Nantes é a capital do departamento de Loire do Atlântico na região da Bretanha. Nantes fica nas margens do Rio Loire o seu porto foi o primeiro a receber escravos em França. O famoso Júlio Verne nasceu em Nantes. A nossa visita começou pelo Castelo dos duques da Bretanha do século XV, composto por sete torres e rodeado por um fosso de água. Localizado no bairro medieval no centro histórico da cidade. Este castelo é o ultimo dos castelos do Loire e o mais perto do mar. O Duque François II mandou-o construir e sua filha Ana da Bretanha tratou da sua decoração. O castelo já foi um arsenal militar e uma prisão. Os alemães na Segunda Guerra Mundial construíram um bunker no seu pátio a visita aos pátios, fossos, muralhas e

jardins é grátis todos os dias da semana das 8,30h ás 19h, de 1 de Julho a 31 de Agosto encerra ás 20h. Dentro do Castelo fica o palácio residência oficial da Corte Ducal. Aqui esta instalado o Museu da Cenografia Contemporânea esta dividido por 32 salas com exposições contando as origens da cidade  desde o comércio de escravos, a industrialização e as duas Guerras Mundiais. horário das 10h ás 18h no Inverno fecha ás Segundas Feiras. Preço geral 8€ reduzido 5€ os Áudio guias 2€. O Castelo é acessível para pessoas com mobilidade reduzida, com empréstimo gratuito de cadeira de rodas, e tem leitura em braile. Morada Lugar Marc Elder Nº 4. Para mais informações :Clique aquiCatedral de Saint Pierre e Saint Paul 

Do castelo fomos visitar a Catedral de Saint Pierre e Saint Paul, ainda tivemos a sorte de a visitar antes do trágico fogo. Igreja de estilo medieval, construída no local de uma Catedral Romana a sua construção começou em 1434 e terminou em 1891. Os túmulos do  Duque François II e sua segunda esposa Margaret Foix estão nesta catedral. A Catedral esta encerada desde 18 de Julho de 2020 quando foi incendiada por um refugiado acolhido por esta diocese e que abria e fechava as suas porta e fazia pequenos serviços. No incendio perdeu-se um valioso espolio como os seus maravilhosos órgãos o grande e o pequeno e a cobertura do século XV. Estas imagens já não existem

A Catedral de Nantes esta mal fadada em 1944 foi bombardeada e ficou parcialmente destruída. Em 1972 sofreu um grande incendio voltando a sofrer grandes danos. E agora em 2020 voltou a ser destruída pelo fogo. Morada Place Saint Pierre. Museu do escritor Júlio Verne. 

Da Catedral fomos visitar o Museu dedicado ao famoso escritor visionário Júlio Verne nascido em 8 de Fevereiro de 1828, o museu foi inaugurado em 1978. As suas obras mais conhecidas são as 20.000 léguas submarinas e a viagem ao centro da terra entre outras através dos seus livros somos levados a viajar aos lugares mais extraordinários e vivermos as mais emocionantes historias. Aqui podemos ver expostos os seus objetos pessoais, livros, ilustrações e vídeos. O Museu é acessível a pessoas com mobilidade reduzida, o acesso é feita pela entrada secundaria pelo portão do museu tocando no intercomunicador a 10 metros da entrada principal. O acesso é feito por um elevador que nos da acesso aos três níveis do museu. Horário de Segunda Feira a Sexta Feira das 14h ás 18h Sábados das 10h ás 12h e das 14h ás 18h, fecha ás Terças Feiras, preço 3€ até aos 18 anos e para pessoas com mobilidade reduzida e seu acompanhante entrada grátis. Não é permitido entrar com bagagem no museu. Morada Rua de L. Hermitage Nº 3. Existe parques para deficientes a 100 metros e 200 metros do museu. Na Place des Garennes e na Rue Miséry. Para mais informações :Clique aquiMemorial á Abolição da Escravatura 

Se tiver tempo visite o Memorial monumento comemorativo a Abolição da Escravatura mandado erguer pela câmara de Nantes em 1998 e foi aberto ao publico em 2012. Um roteiro urbano com 11 painéis informativos. Visita gratuita aberto todos os dias, horário de Inverna 9h ás 18h Verão das 9h ás 20h. Endereço Quai de la Fosse, em frente ao tribunal. Para mais informações :Clique aquiDepois das nossas visitas acabamos o dia passeando pelas ruas estreitas apreciando a arquitetura dos seus edifícios e da maravilhosa torre da Igreja de Santa Cruz com um enorme relógio com imagens de anjos tocando trombone, não visitamos por dentro estava fechada e passamos pela bonita. Praça Royal

Se gosta de diversão visite o Parque de diversões Les Machines de Líle situado nas margens do Rio Loire em frente ao Museu Júlio Verne. Horário das 14h ás 17h. Nos não visitamos mas aqui fica a informação para quem goste deste tipo de diversão :Clique aqui

Leve sempre o cartão europeu de saúde que permite ter cuidados de saúde gratuitos nos hospitais públicos dentro da União Europeia. Pode ser tirado diretamente na segurança social ou pela Internet no portal do cidadão :Cartão Europeu de saúde:

O Aeroporto internacional de Nantes Atlantique localiza-se a 8 km na cidade de Bouguenais. Para se deslocar para a cidade tem o autocarro que o leva em 20 minutos até a estação ferroviária. Os autocarros estão equipados para pessoas com mobilidade reduzida. O bilhete pode ser comprado ao motorista e tem a duração de 1 hora preço 9€ horário das 6,15h ás 23,15h , e pode ser utilizado nos transportes da rede TAN e TER   

Parque de campismo muito bom com o elétrico muito perto para a cidade. Bilhetes vendidos na recção 10€ para 4 pessoas durante 24h. Informações atualizadas clique em :Parque de campismo: Estacionamento em Nantes são pagos e caros alguns são grátis ao Domingo aqui tem informação de um :Estacionamento:
     
 

21 de setembro de 2019

                                               «Bordéus ou Bordeaux »    

capital do departamento de Gironde, uma das regiões vinícolas mais famosa de França. A cidade e atravessada pelo Rio Garona. 

Depois da visita a São Sebastião percorremos os 272 km que nos separavam de Bordéus passando por belas paisagens no País Basco. Chegados a Bordéus estacionamos no parque grátis sem serviços o transporte para o centro passa junto do parque. coordenadas N 44º 52 6” W 0°33’46”Morada 29 Rue Lucien Faure. Ao visitarmos Bordéus não podemos esquecer o nosso consolo Aristides de Sousa Mendes que salvou muita gente da morte dando-lhes passaporte Português a revelia de Salazar. Este ato heroico valeu-lhe a destituição do cargo, tendo vivido o resto da sua vida com muitas dificuldades e morreu na miséria. A visita começou pela porta de Bourgogne que esta em frente da Ponte de Pedra mandada construir por Napoleão Bonaparte sobre o Rio Garona medindo 487 metros de comprimento e 17  arcos durante muitos anos esta ponte só era pedonal, aconselho que atravesse a ponte a pé e volte a bordo do {Le Bus du Fleuve} como é chamada a pequena embarcação que liga as duas margensPor esta porta temos acesso ao mais emblemático e pitoresco bairro de Saint Michel. A porta o Grande Cloche que alberga o relógio e  sino. 

Bordéus é uma cidade  com muitas igrejas dignas de serem visitadas como a grandiosa Catedral de Santo André em estilo gótico, construída no século XV o seu interior tem maravilhosos vitrais do século XIX do Mestre vidreiro Joseph Villiet. Nesta Catedral já  existiu o maior conjunto de órgãos da Europa mas foram vendidos para costear as obras da da mesma. Atualmente só existe um que merece ser apreciado pela sua beleza. Nesta Catedral foram celebrados alguns casamentos de gente importante daquela época como o casamento de Luís VII com Ana de Áustria futuro Rei de França. Durante a revolução Francesa muita gente esteve refugiada nesta Catedral.  Horário Segundas está fechada, ás Terças, Quartas e Quintas das 10h ás 12h e das 14h ás 18h Sextas e Sábados das 10h ás 12h e das 14h ás 19h Domingos das 9,30h ás 12h e das 14h ás 18h. Junto a esta situa-se a torre sineira Pey Berland construída no século XV por iniciativa do arcebispo com o mesmo nome para  albergar o sino maior, porque as suas vibrações estavam a por em risco a estrutura da catedral, no cimo da torre está uma estátua dourada consagrada a virgem Maria com o menino Jesus. Esta torre mede 50m de altura 231 degraus em caracol e muito estreitos, podendo ser visitada. As Segundas esta fechada, Horários e preços da torre Pey Berland clique aqui  Os Paços do concelho instalados no antigo Palácio Episcopal que testemunha a grandeza e poder dos arcebispos no século XVIII. A Basílica de Saint Michel em estilo Gótico do século XV tem um campanário cujo pináculo tem 114 metros de altura.


O teatro nacional inaugurado em 1780 de estilo Neoclássico com 90 metros de comprimento e 50 de largura com capacidade para mais de mil espectadores a sua fachada  maravilhosa composta por 12 colunas de estilo coríntio e na parte de coma das colunas estão 12 estátuas, 9 musas e os deuses Juno, Vénus e Minerva. E na grandiosa praça de Quinconces está a famosa fonte dos Girondinos. Na praça 
da Bolsa estão os edifícios como o centro de interpretação do património mundial bordalês a Câmara de Comércio da cidade e o Museu nacional das Alfandegas. Junto ao Palácio da Bolsa fica o espelho de água projetado pelo Arquiteto Michel Courajoud, que rapidamente se enche de água criando o efeito de espelho e passado 15 minutos lança uma nuvem de água a 2 metros de altura durante 5 minutos, construída em 2006 em granito preto é o ex libris da cidade. A rua Sainte Catherina é a rua mais importante da cidade exclusivamente pedonal, ao longo desta rua estão situadas as mais famosas lojas de marcas conhecidas.

 Para quem gosta de andar de barco e quiser ter outra visão da cidade e conhecer as suas pontes pode fazer uma excursão pelo rio Garone tem a duração de duas horas. Este rio liga os dois oceanos Atlântico e o Mediterrânico permitindo que embarcações mais pequenas levem mercadorias e produtos agrícolas de Norte a Sul, evitando assim o longo trajeto pelo estreito de Gibraltar. A cidade tem uma boa rede de transportes públicos. 

 Leve sempre o cartão europeu de saúde que permite ter cuidados de saúde gratuitos nos hospitais públicos dentro da União Europeia. Pode ser tirado diretamente na segurança social ou pela Internet no portal do cidadão :Cartão Europeu de saúde:

Para visitar a cidade de autocarro panorâmico pode adquirir o City Passe com acesso a todos os transportes {autocarro, metro e barco}e oferece entrada grátis na maioria das atracões culturais. Preço do City  
Como se deslocar do aeroporto de Merignac para a cidade de Bordéus para mais informações clique em Transporte publico  1,70€ cada viagem livro de 10 viagens 12,90€  
Ónibus Direto para a estação ferroviária de Saint Jean geral 8€ com menos de 26 anos e mais de 60 anos 7€ para mais informação clique em Preços   
e em Horários  
Informações de como chegar a Bordéus de Avião ou Comboio
De Bordéus continuamos a nossa viagem seguindo até :NantesEstacionamento para as autocaravanas grátis sem serviços fica em frente a base submarina, o transporte para o centro passa junto do estacionamento. clique aqui 

Se preferir parque de campismo aqui tem o link. clique aqui