8 de maio de 2022

 Astorga situa-se na Comunidade de Castilha e Leão e na rota dos Caminhos de Santiago de Compostela. Astorga é chamada de cidade monumental com um património histórico e arquitetónico muito importante. 

A nossa viagem continua depois de visitar-mos Burgos seguimos para Astorga onde estacionamos na área de serviço junto da praça de toiros. Carretera de Sanábria N 42º27´6´´ W 6º3´57´´ 

O Palácio Episcopal de arquitetura modernista mais parece um castelo de conto de fadas, 


foi construído entre 1987 e 1913 pelo arquiteto Antoni Gaudi sobre os escombros do antigo palácio que foi destruído por um incendio. Aqui esta instalado o museu dos caminhos de Santiago de Compostela desde 2015.Os elementos religiosos e os seus vitrais são maravilhosos. Na cave podemos ver uma exposição com vestígios romanos. Visitem os deslumbrantes jardins muito bem cuidados. 

Horário todos os dias das 10,30h ás 14h e das 16h ás 18,30h no Verão encerra ás 20h. Preço 6€ estudantes 5€ visitas guiadas 9€. Para informações atualizadas Clique no link 

A Catedral de Santa Maria de Astorga é a sede episcopal da diocese de Astorga, inaugurada em 1471. 

A Catedral ao longo dos anos foi tendo algumas transformações, a sua fachada é constituída por duas torres de cores diferentes entre a construção das duas passaram-se muitas décadas. No interior da catedral esta instalado o Museu de Arte Sacra com mais de 500 poças incluindo a ourivesaria pré romana, um cristo talhado em madeira, o cálice de Alonso de Portilho entre muitas peças interessantes. Preço 5€

Horário Inverno 10,30h ás 18h Verão 10h ás 20,30h.   

A Praça Maior está localizada sobre um antigo fórum romano. O Ajuntamento esta aqui instalado num maravilhoso edifício. 

Na sua fachada por cima do relógio esta um par de maragotos que batem no sino assinalando as horas. Na praça encontramos vários cafés restaurantes e lojas com as suas vitrinas cheias de doces típicos e os famosos chocolates. Nesta cidade podemos visitar o Museu do Chocolate inaugurado em 1994. Onde podemos ver a história de como se confecionava o chocolate ao longo dos tempos, e uma coleção de peças relacionadas com o mundo do cacau e do chocolate. No fim da visita podemos fazer uma degustação dos famosos chocolates. 

Horário fechado ás segundas feiras de terça a sábado das 10,30h ás 14h e das 16,30h ás 19h domingos 10,30h ás 14h. Preço 2,50€. 

Se gosta de arqueologia pode visitar o Museu Romano onde estão expostas peças encontradas nas escavações da cidade no local onde se pensa que existiu uma antiga prisão. Preço 3€. 

                              Escultura dedicada aos peregrinos.

O posto de turismo fica na Plaza Eduardo de Castro. Horário fechado ás Segundas Feiras de Terça Feira a Sábado das 10h ás 14h e das 16h ás18,30h Domingos das 10h ás 14h. 

Se quiser visitar Astorga e não tem carro pode viajar com a empresa Alsa entre cidades.





 

28 de abril de 2022

 Peniche situa-se na zona oeste na província da Estremadura no distrito de Leiria. 

Peniche foi uma ilha até ao início do século XV
situada na foz do rio São Domingos. Foi neste século que D. Duarte mandou construir o porto marítimo a partir do qual a evolução urbanística e populacional foi aumentando. 

No século XVI D. Luís de Ataíde conde de Atouguia mandou construir uma fortificação a qual só viria a ser concluída no século XVII.
A fortaleza teve um papel fundamental na defesa da costa atlântica durante as Invasões Francesas. O Forte de Peniche durante o estado novo foi transformado em prisão de presos políticos.
 A Fortaleza de Peniche é um espaço de memória e símbolo da luta pela liberdade também conhecida como Fortaleza de São Francisco. Em 1953 o Forte foi transformado numa prisão de alta segurança. 

A pide instalou a sua delegação em Peniche e passou a ter o poder absoluto desta prisão mandando para lá todos os presos políticos. O Fortim Redondo era utilizado como cela disciplinar mais conhecida como o Segredo. Os pisos e blocos eram isolados para impedir que ouve-se contato entre presos. Na entrada do Forte está o Parlatório espaço onde os presos recebiam as visitas dos familiares e amigos que não se podiam tocar e tinham que falar alto para que os guarda que estavam a traz de cada preso pudessem ouvir o que falavam. 

O Museu Nacional da Resistência e Liberdade. Informações de como visitar o Forte de Peniche Clique no link

Recomendo que faça um passeio pela estrada marítima admirando as imponentes falésias e formações rochosas onde se abrigam muitas aves, passando pelo Cabo Carvoeiro onde se situa o imponente farol com 8m de altura inaugurado em 1893. 

Deste Cabo temos uma vista deslumbrante para a Nau dos Corvos e Ilha das Berlengas. O Arquipélago das Berlengas tem uma beleza natural. Por aqui passaram Viquingues, Mouros e Corsários. Na Ilha pode fazer um passeio de barco com fundo transparente por onde podemos ver a maravilhosa fauna marinha. O Forte de São João Batista está localizado nas Berlengas A Ilha pode ser visitada de barco a partir de Peniche a viagem leva a volta de 30 minutos. Para comprar o seu bilhete vá até ao Cais Marina de Peniche onde vai encontrar algumas agências onde pode comprar o seu bilhete. 

Peniche tem bons restaurantes com uma boa gastronomia boa sardinha assada e caldeirada. Quando visitar Peniche pode visitar Obidos . Ou o Buda Edem no Bombarral . clique nos linkes para ver o que visitar e as coordenadas dos locais onde estacionar. 

                    Parque ou área de serviço para a autocaravana.


Pode estacionar junto dos Bombeiros nas não tem serviços pode faze-los no Intermache. 
N 39º 21' 29" W 9° 22' 37" 

Se quiser estar mais seguro tem uma área de serviço na Rua da Liberdade N 12 preço 6€ N 39° 21' 58" W 9° 22' 45" . 

Na Praia da Consolação perto de Peniche também tem uma área de serviço junto da praia. Rua do Picadeiro. N 39º 19´31´´ W 9º21´10´´  





 

 

 


 




3 de fevereiro de 2022

Porto de Mós situa-se entre as serras de Candeeiros e Mira Daire no distrito de Leiria na região da Estremadura no centro do País.

O nome da vila deve-se a produção de mós iniciada a cerca de dois mil anos pelos romanos, as mós eram transportadas por jangadas no rio Lena quando este era navegável. Em 1230 a Vila foi doada aos Monges de Cister. Depois de bem  Instalados na área de serviço para as autocaravanas situada junto do bonito parque da cidade e do posto de turismo. Lá fomos nós caminhando monte acima para visitar-mos o majestoso castelo de Porto de Mós.                                                               
Pelo caminho podemos admirar os maravilhosos painéis de azulejos representando Jesus cristo na sua caminhada para o calvário. O majestoso castelo em forma pentagonal com quatro torreões verdes de aspeto palaciano. O castelo foi erguido nos escombros de um antigo posto de vigia romano. Após sucessivas guerras entre portugueses e mouros a vila foi conquistada em 1148 por D. Afonso Henriques auxiliado por D. Fuas Roupinho o primeiro alcaide do castelo. No reinado de D. Dinis e concedida a carta de foral á Vila de Porto de Mós. D. Dinis ofereceu a vila a Rainha D. Isabel. O castelo destruído com o terramoto de 1755, a sua recuperação deu-se em 1936.                   
O castelo é composto por três pisos no primeiro realizam-se exposições temporárias, o segundo e o espaço onde antigamente eram os quartos e salas com bonitas varandas no terceiro andar são as torres. 
O castelo tem acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida com uma plataforma elevatória, tem informações em braille. Preço 1,57€ Horário de Maio a Setembro das 10horas ás 12,30horas e das 14horas ás 18,30horas de Outubro a Abril fecha ás 17,30horas, encerra ás Segundas Feiras. Na zona exterior tem estacionamento reservado para deficientes. Do castelo temos uma vista maravilhosa para a cidade e toda a zona envolvente. No regresso a cidade fomos visitar o Museu Municipal.               

O edifício onde o museu esta instalado já foi uma antiga prisão e o mercado do peixe, desde 1989 alberga o Museu Municipal composto por um valioso espolio recolhido por toda a região. A exposição é composta por centenas de objetos como a coleção de moedas do tempo de D. João V e D. Maria II. As atividade da pastorícia, objetos agrícolas como arados, charruas,
debulhadeiras, enfardadeiras e muitos mais, os variados trajes dessa época como os fatos usados pelos marchantes nas festas populares de 1984 a 1988. Na arqueologia estão expostos crânio de Urso, de Lobos, dentes e na paleontologia dezenas de fosseis marinhos e de dinossáurios. Entrada grátis, horário de Terça Feira a Sábado das 9 horas ás 12,30 horas e das 14horas ás 17,30horas. Fechado Segunda Feira, Domingos e feriados. Morada Travessa de São Pedro.                                                                                 Igreja de São Pedro

Depois da visita ao museu descemos a rua até ao Rossio onde esta a Igreja cristã de São Pedro de estilo barroco. Que entre 1676 e 1834 a igreja esteve integrada no Convento dos Agostinhos Descalços. No seu interior existe uma capela em honra do Senhor dos Passos, o altar e o retábulo são em mármore do século XVIII, a imagem de São Pedro padroeiro da cidade é de madeira feita na India em 1867. No seu exterior existe um monumento dedicado a nossa Senhora de Fátima e aos pastorinhos.   . 

                                              A ermida de Santo António 

foi construída no século XVII com as esmolas dos devotos de Santo António. O seu interior é revestido a azulejos de padrão amarelo e azul pintados em Lisboa. A estrada romana passa perto desta vila. De Porto de Mós podem partir a aventura até :Leiria: Ou as grutas de Santo António para informações: Clique aqui: ou 
Alvados para mais informações :Clique aqui:       

Área de serviço para as autocaravanas fica no parque Almirante Vítor Trigueiros Crespo, GPS: N 39º35´50´´ W 8º49´14´´ para informações atualizadas clique em :Área de serviço de Porto de Mós   

 

       

19 de janeiro de 2022

 Guimarães situa-se no Norte de Portugal no distrito de Braga na região Minhota.  Guimarães foi capital da cultura em 2012. Em Guimarães começou a fundação do Condado Portucalense. 

A visita a Guimarães foi numa escapadinha de fim de semana chegamos a cidade e estacionamos no parque grátis só dia junto do Castelo. Coordenadas: N 41º 26´56´´ W 8º 17´22´´ao fim da tarde fomos pernoitar na área de serviço grátis junto do teleférico. Rua Bernardino Jordão. Coordenadas N 41º 26´27´´ W 8º 17´04´´ . O dia 1 de Dezembro assinala o dia da restauração da independência do domínio Espanhol. O castelo primitivo foi mandado construir no século X pela Condessa Mumadona Dias na sua herdade de Vimaranense para defender o Mosteiro dos constantes ataques dos mouros e normandos. 

 Depois de ter assumido o governo do Condado Portucalense após o falecimento de seu marido o Conde Hermenegildo Gonçalves. Durante muitos anos os descendentes de Hermenegildo Gonçalves e da Condessa Mumadona Dias governaram o Condado Portucalense, gozando de autonomia mas prestando vassalagem ao Reino de Leão. O Rei Afonso VI de Leão deu a mão de sua filha a infanta D. Teresa de Leão a Henrique de Borgonha em agradecimento pelo auxilio na reconquista de terras aos mouros. O pai de D.Teresa doou-lhe como dote o condado Portucalense. Deste casamento nasceu um  filho D. Afonso Henriques. D. Teresa de Leão após o falecimento de seu marido tomou conta do poder e passou a usar o título de Rainha, fixando residência no castelo com seu filho menor. D. Afonso Henriques com 16 anos não concordando com as ordens de sua mãe, armou-se a si próprio cavaleiro e assim tornou-se guerreiro travando a Batalha de São Mamede contra sua mãe e seus apoiantes e venceu a batalha tomando conta do Condado. Durante anos travou muitas batalhas contra os Cristãos de Leão e Castela e os Muçulmanos conseguindo importantes vitórias. E assim  em 1139 declarou a independência do Reino de Portugal, e a primeira dinastia como Rei Afonso I. 

O Castelo teve varias alterações ao longo dos anos, no reinado de D. Dinis foi acrescentado a Torre de Menagem e os 8 torreões. No século XVII o castelo foi usado como prisão. Em 2007 foi classificado Monumento Nacional. Entrada grátis Domingos e feriados até ás 14h para os cidadãos residentes em território nacional. Horário todos os dias das 10h ás 18h, Preços: Clique aqui.   A Capela de São Miguel 

localiza-se no Monte Latito entre o castelo e o Paço dos Duques de Bragança a construção é de estilo Românico construída em granito. Aqui foi batizado D. Afonso Henriques. Foi capela Real e Igreja paroquial da Freguesia de S. Miguel até 1870. Horário: Todos os dias das 10h ás 18h. O Paço dos Duques de Bragança 

O Paço foi mandado construir pelo Rei Afonso I Cognome o conquistador que governou durante 42 anos casado com D. Mafalda de Saboia de quem teve 7 filhos, mas D. Afonso teve mais 4 filhos ilegítimos. Do seu segundo casamento com D. Constança de Noronha não tiveram filhos. Após a morte de D. Afonso D. Constança dedicou-se a ajudar os pobres transformando o Paço em um albergue. Entre os anos de 1420 e 1433 o Paços esteve abandonado, mas com as invasões Francesas foi transformado em quartel militar. Mas entre 1937 e 1959 no Estado Novo o Paço foi reconstruído e passou a ser residência oficial do Presidente da Republica. Em 2007 o Paço foi classificado Monumento Nacional. O Paço é acessível a pessoas com mobilidade reduzida tendo elevador e rampas de acesso.


Tem roteiro em Braille. 
Entrada grátis Domingos e feriados até ás 14h para os cidadãos residentes em território nacional. Horário todos os dias das 10h ás 18h. Preço geral 5€ Paço dos Duque Castelo 2€ em conjunto 6€ preços atualizados :Clique aqui
Do Paço dos Duques de Bragança seguimos até ao centro histórico junto do Padrão do Salado 

que abriga um cruzeiro representando Cristo crucificado, alpendre de estilo gótico em granito. Mandado erguer no século XIV por D. Afonso IV para comemorar a vitória na batalha de Salado em 1340. Onde participou para ajudar o seu enteado Afonso XI de Castela a defender-se de uma armada muçulmana. A Igreja de Nossa Senhora da Oliveira do século X em estilo gótico 

classificada Monumento Nacional desde 1910 fica junto do Padrão do Salado. Mandada construir pela Condessa Mumadona. No século XIV a igreja era um importante centro de peregrinação. 

Entrada grátis na igreja para visitar o coro alto e a sacristia preço 2€ horário: Todos os dias das 10h ás 17h. A Nossa Senhora da Oliveira foi padroeira do reino até 1646. O Museu Alberto Sampaio 

foi criado em 1928 para albergar o espólio artístico da extinta Colegiada de Nossa  Senhora da Oliveira e de outras igrejas, estando localizado nos claustros do antigo convento mandado construir pela Condessa Mumadona no século X. Este museu alberga exposições permanentes de Arte Plástica e Artes Decorativas. Aqui podemos apreciar as coleções de cerâmica, o conjunto têxtil de vestuário litúrgico, as roupas militares usadas por D. João I na batalha de Aljubarrota e a maravilhosa coleção de ourivesaria.

Entrada grátis Domingos e feriados até as 14h para residentes em território nacional. Horário Fechado ás Segundas, de Terça a Domingo das 10h ás 18h. Preço das visitas 3€ adultos e 2€ crianças, pessoas com mais de 65 anos tem redução de 50%. Morada Rua Alfredo Guimarães. Igreja Nossa Senhora da Consolação e dos Santos Passos 

foi construída em estilo barroco no ano de 1769 no mesmo local onde existia uma capela do século XVI, no Largo da Republica do Brasil O altar principal esta maravilhosamente decorado, os oratórios são pequenas capelas que representam a via sacra com figuras esculpidas em madeira. A Igreja fica de frente para um maravilhoso jardim cheio de cor. Esta igreja foi classificada como edifício de interesse público em 1993. 

Entrada grátis, horário de Segunda a Sábado das 7,30h ás 12h e das 15h ás 17h, Domingos das 7,30h ás 12h.

Se tem pouca mobilidade pode fazer um passeio no Mini Trem, preço 2,30€ crianças dos 2 anos aos 12 anos 1,50€.  
Na visita a Guimarães pode adquirir um passe valido para 4 dias com redução para visitar os vários monumentos e viajar no teleférico preço :Clique aqui:
Como se deslocar de comboio até Guimarães :Clique aqui:
Se procura hotel em Guimarães :Clique aqui:
Se chegar a Portugal de avião saiba aqui como se deslocar para Guimarães :Clique aqui:




 

25 de novembro de 2021

Aveiro situa-se na província da Beira Litoral na região centro. A cidade é chamada de a pequena Veneza Portuguesa. A Ria de Aveiro tem vários canais navegáveis a viagem pelos seus canais a bordo dos típicos barcos moliceiros todos coloridos com vários temas tradicionais é uma das principais atrações turísticas da cidade.  

 Preço dos passeios 13€ adultos 6€ para crianças dos 5 anos até aos 12 anos, com a duração de 45 minutos. Estes barcos tradicionalmente eram utilizados para a recolha de algas que eram utilizadas para fertilizar os campos agrícolas. 

A fachada da estação ferroviária de Aveiro esta maravilhosamente revestida com uma coleção de painéis de azulejos em tons de azul e amarelo, com temas populares são uma autentica obra de arte. 

Ao visitar Aveiro não pode deixar de visitar
 o centro histórico como a Sé de Aveiro situada no antigo convento dominicano masculino, igreja de uma única nave e capelas laterais.
               

O retábulo mor é proveniente da extinta igreja de Vera Cruz. O seu órgão o seu imponente é de estilo moderno, construído na Hungria com 1895 tubos. O campanário avista-se de vários locais da cidade. Entrada grátis. Morada Rua Batalhão de Caçadores Dez. Horário todos os dias das 8h ás 20h.
O Museu de Aveiro situa-se no antigo Mosteiro Dominicano que alberga um grande espolio de arte sacra. 

E objetos da Princesa Santa Joana filha do Rei D. Afonso V . Foi aqui que a Princesa se dedicou ao culto religioso. A Santa Joana é venerada a 13 de Maio. Aqui podemos ver o seu imponente túmulo. A mulher de um oficial do exercito que aqui estava a cumprir o serviço militar era muito devota de Santa Joana. Ao regressar a sua aldeia Salselas em Trás-os-Montes levou a sua imagem onde é venerada pelos seus milagres.  

Morada Avenida de Santa Joana Princesa. Horário de Terça Feira a Domingo 10h ás 12,30h e das 13,30h ás 18h. Preço 5€, grátis para maiores de 65 anos para todos os Museus. 

Recomendo que visitem a Igreja das Carmelitas situada no Convento de São João Evangelista do século XVII. 

A viúva de Pedro de Médicis D. Brites de Lara solicitou ao Rei D. João IV autorização para transformar o palácio onde abitava num convento. A autorização demorou muitos anos e este desejo só foi concretizado pelo seu filho D. Raimundo de Lencastre 4º Duque de Aveiro. Em 1658 começaram a chegar as primeiras freiras Carmelitas. Entrada grátis. Horário de Terça Feira a Domingo 10h ás 12,30h e das 13,30h ás 18h. 

Visitem o Eco Museu Marinha da Troncalhada situado no Canal das Pirâmides numa paisagem natural. Aqui podemos ver como se faz a extração do sal artesanalmente e as alfaias utilizadas. Aqui pode comprar sal  marinho, flor de sal e fazer um banho de lama. A visita é livre mas também pode ser guiada preço 5€ crianças até 12 anos é grátis, horário todos os dias das 10h ás 18h.  

                    O Município de Aveiro sabe bem receber os Auto caravanistas 

com uma boa área de serviço grátis com 12 lugares marcados para as autocaravanas num parque misto junto de supermercados e da estação ferroviária passe por baixo da estação para chegar ao centro que fica a 1km. Morada Rua General José Domingos Peres 3800 Aveiro. Coordenadas N 40º38´34´´ W 8º 38´20´´   

Se a área de serviço estiver cheia pode ficar e pernoitar no Parque de S João no Canal de São Roque N 40° 38' 42" W 8° 39' 19" 

Depois de visitar Aveiro pode ir visitar a cidade do Porto que fica a 1h de comboio. Utilizando esta mesma linha mas no outro sentido pode visitar .Coimbra

       

Batalha e o Mosteiro de Santa Maria da Vitória situa-se na região centro na província da Beira Litoral no centro de Portugal.

 

                                Mosteiro de Santa Maria da Vitória.

Depois da visita a :Leiria: fomos pernoitar na Vila da Batalha na área de serviço para as autocaravanas. E aproveita-mos para visitar o Mosteiro de Santa Maria da Vitória mais conhecido como Mosteiro da Batalha o ex-libris da Vila. O Mosteiro foi mandado construir pelo Rei D. João I no século XIV para assinalar a vitória das tropas portuguesas sobre os castelhanos na batalha de Aljubarrota em 1385. 

Após a sua morte outros Reis continuaram a sua obra que se prolongou por por 200 anos. O monumento integra vários estilos em virtude de terem sido vários os arquitetos que ao longo dos anos projetaram estas obras. Aqui estão sepultados D. João I, D. Filipa de Lencastre. O Mosteiro é património mundial da Unesco. Em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal. E desde 2016 o estatuto de Panteão Nacional. 
          As capelas imperfeitas foram mandadas construir pelo Rei D. Duarte.

A última intervenção foi em 1434 mandada realizar pelo Rei D. Duarte com a construção da tribuna das capelas imperfeitas ou inacabadas. Sendo constituída por sete capelas funerárias. Nos anos quarenta foi trasladado para a tribuna o túmulo duplo do Rei D. Duarte e da Rainha D. Leonor.   

A visita a igreja é grátis ao panteão e claustros é paga. Geral 6€ com mais de 65 anos 3€ Domingos e feriados entrada grátis até as 14 horas para todos os cidadãos residentes em Portugal. Horário das 9h ás 17,30h. Para informações atualizadas clique em :Mosteiro da Batalha.
Para conhecer melhor o Mosteiro veja o vídeo em ecrã inteiro. 

Visitem o Museu da Comunidade Concelhia da Batalha que fica junto do Mosteiro. 

Museu pequeno mas muito bem organizado visita muito agradável com muita história da origem desta zona. O Museu é muito interativo  podemos tocar em alguns objetos. Preço da visita 2,50€  com áudio guia grátis. O Museu tem acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida.
O Museu tem um valioso espólio com vestígios da Vila Romana de Colippo, e fósseis geológicos do Território. A construção do Mosteiro  de Santa Maria da Vitoria a Batalha de Aljubarrota a vida e a cultura das gentes que abitaram nesta zona.  A visita é complementada com recurso a multimédia com um pequeno filme onde podemos ver as varias fases da construção do Mosteiro da Batalha. 

Horário de Verão fechado ás Segundas de Terça a Domingo das 13h ás 18h.

Inverno de Terça a Domingo das 10h ás 13h. 

                                            Igreja Matriz de Santa Cruz 

datada de 1532 de arquitetura Barroca, o seu portal é de estilo Manuelino. O teto e a torre sineira caíram num temor de terra em 1858. A sua reconstrução realizou-se em 1908. 

                              Visitem a Ponte da Boitaca ou Boutaca 

que fazia parte da estrada Real, construída no reinado de D. Luís em estilo revivalista e  traços neogótico com 6 arcos e 7m de comprimento com quatro guaritas sugerindo antigas portagens sobre a Ribeira da Calvaria. Morada Estrada da Boutaca Nº 68 Batalha.   
                                                  Área de serviço

Área de serviço da Batalha despejos grátis abastecimento de água 2€ para 100l
 coordenadas N 39º 39´41´´ W 08º 49´31´´ 
O parque de estacionamento é grátis a luz é paga 2€ 6horas fica junto das piscinas e do supermercado. Coordenadas N 39º39´47´´ W 8º49´33´´ Rua Cerca Conventual ou parque junto ao mercado ás Segundas feiras é proibido das 5h ás 15h.